Fazer mais do mesmo
1 de maio de 2018
TENHO SIDO CONGRUENTE? É ISSO QUE ME LIMITA?
29 de junho de 2018

MINHAS RESPOSTAS

 
Hoje vamos falar sobre a importância de ouvirmos a nós mesmos.

Boa parte do que acontece em nossa vida seja para o bem quanto para o não tão bom assim, vem de respostas a nossos comportamentos e escolhas. E nossas escolhas são feitas através do que achamos ser nossa melhor opção no momento e de diversos outros fatores que nos fazem sermos quem somos hoje, como por exemplo: nossa história, nosso passado, nossas vivencias, nossas experiências, nossos valores, nossas crenças, nossos traumas, nossos convívios e diversos outros fatores.

O nosso maior erro em buscar soluções é tentar encontrar respostas fora de nós. Encontrar algum motivo externo no aqui e agora ou direcionarmos algum culpado para tirarmos o “peso de nossas costas”

Como profissional no desenvolvimento humano e como humana, digo que esse caminho é um dos caminhos mais longos, árduos e que normalmente não encontramos soluções efetivas. Como que sei disso? Vivenciando, sentindo na pele e aprendendo da forma mais difícil. Simmm a coach aqui "apanha" também, aprende também, sente tanto quanto você sente e não tem nada de errado nisso. Só consigo permitir a sua transformação se eu consigo me transformar também, então mantenha a calma e com toda humildade do mundo te convido a no mínimo refletir sobre isso.

Todas as áreas de nossas vidas estão coligadas, se um setor de sua vida não está tão equilibrado quanto desejas outras áreas de sua vida poderiam estar ainda melhores. A frase que mais tenho ouvido ultimamente é a mais pura realidade: "Nada na vida pode ser tão bom que não pode melhorar e nada é tão ruim que não pode piorar". Então olhar atentamente para os pontos de melhoria é primordial para que os demais se aprimorem ainda mais. Mas meu convite é que não observe esses pontos de melhoria de forma a culpar o externo ou encontrar respostas a toda custo. Questionar-se é necessário, mas sempre com sapiência

Sabe aquela pergunta: mas por onde começar? A resposta é a mesma que sempre escuta: Começa pelo início, se o problema ou o tema em questão está acontecendo agora, no hoje, não adianta você querer encontrar respostas no aqui e agora. Busque literalmente entender o início de tudo, e o início significa exatamente lá atrás.

Normalmente as coisas que mais nos incomoda no hoje são reflexos de acontecimentos muito anteriores. Tente observar em que momento você vivenciou esse mesmo problema, o que sentiu, o que vivenciou por que existe tais perspectivas atuais, quais expectativas tem sobre esse tema. Liste todo tipo de sentimento que vir e com ele reflita de onde realmente iniciou esse ponto a ser ressignificado.

Como humanos nós temos a capacidade de mudarmos algumas perspectivas, o que você entendia como certo no passado pode hoje não ter mais o mesmo significado. O que hoje para você pode ser um ponto de melhoria em um passado poderia ter sido um dos pontos mais fortes existentes em ti.

Começar a obter respostas internas, a compreensão e respeito sobre suas próprias perspectivas pode te trazer uma clareza muito maior para encontrar a solução que está buscando.

Não estou dizendo que será fácil, estou dizendo que sim é totalmente possível e quando sentires que parte de seus resultados é reflexo de suas ações e emoções seus desafios serão ultrapassados com mais leveza e consciência positiva.

E aí, que tal sair do olho do furacão e olhar para dentro de si para encontrar suas melhores respostas?
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *