Quero ser um(a) Empreendedor(a)
13 de abril de 2018
Onde estão as respostas?
15 de maio de 2018

Many identical businessmen clones. Businessman production concept


FAZER MAIS DO MESMO

 
Hoje quero falar com você sobre um tema que vem ecoando nos mais variados atendimentos que venho realizando. Digo isso desde a assuntos com intuito de desenvolvimento pessoal, conquistas, objetivos, a temas com foco no empresarial, projetos, soluções, estratégias e demais itens.
Não sei se você já teve a oportunidade de olhar para sua situação atual e para as situações de maiores dificuldades e conseguiu observar alguns pontos em comum. Como eu já vivi e com certeza não deixarei de viver por outras oportunidades, vou lhe ajudar a ir ao encontro de suas lembranças e validar se já ocorreu alguma situação similar:

- Você já percebeu que quando a situação está complicada, precisando ser reestruturada, tanto financeiramente, quanto emocionalmente ou fisicamente (saúde), tendemos a observar o nosso redor com visões e pensamentos mais negativos?
- Nosso foco se concentra mais nas opções que não dão certo ao invés de focar em possíveis soluções.
- Tendemos a não arriscar por medo dos resultados piorarem ainda mais.
- Nossa preocupação é olhar o futuro com muitos questionamentos duvidosos (como estarei daqui a um tempo se hoje estou nessa situação)
- Nosso comportamento tende a ser mais agressivo ou nos tornamos mais vítimas das situações, parecendo que tudo que acontece não tem como piorar ou como me tornei um grande captador de problemas.


Bom, acho que esses são alguns dos comportamentos mais comuns, conseguiu identificar algum em certo momento de sua vida? Então te convido nesse momento a ver como você saiu dessa situação, olhar agora de forma muito racional esse passado que superou e tirar dele algumas fortalezas para facilitar seus próximos desafios.

No meio do furacão existem dois comportamentos:

O indivíduo que fica bem no centro deixando o vento levar, parado sem conseguir reagir e o que fica "jorrando" milhões de ideias e executando sem limites lutando contra a ventania e levando "porrada de frente".

Bem, se você conseguiu lembrar na situação superada, perceba que independente do perfil comportamental que mais se identificou boa parte dos leitores terão a sensação que conseguiram sair da situação quando não conseguiam encontrar uma luz sequer, mas entenderam que precisavam fazer algo diferente do que estava fazendo. E é aqui, nesse ponto que é minha sugestão matadora de problemas.

Temos que ter a consciência que, independente do que está acontecendo em minha vida, se o resultado não é o que desejo verdadeiramente, EU-PRECISO- FAZER-ALGUMA-COISA-DIFERENTE.
Fazer mais do mesmo não me fará ter resultados diferentes.
Precisamos compreender que sim, boa parte do que acontece é responsabilidade minha e não deveríamos nos sentirmos pressionados, culpados, tristes por essa notícia, muito ao contrário, não é maravilhoso que somos responsáveis por nossas vidas? Não é espetacular que conseguimos desenvolver a vida que queremos?

Sim, você deve estar lendo essa parte e dizendo: "nossa que lindo, que mágico, até parece que é assim.." e vou te afirmar, eu Lívia, entendo perfeitamente esses questionamentos, sim eu sei que a nossa mente começa a nos desafiar no positivo e mais do que isso, nos questionamos até mesmo de nós, em nossas forças, em nossa inteligência, em nossa capacidade. Sim, eu passei e sei que me pegarei por vários outros desafios a me questionar. Mas olhe para você nesse instante, esse é o estado que quer estar? Nesses questionamentos?

Eu te digo, você é muito, mas muito mais que isso, você sabe que precisa fazer algo, e você sabe que é capaz sim de fazer algo diferente. Saia desse ciclo improdutivo, olhe suas fortalezas, aproveite seus conhecimentos, aproveite sua capacidade de aprender mais, de conhecer mais gente, de ousar, de inovar, de fazer a diferença. Use parte de sua RESISTÊNCIA com INTELIGÊNCIA, ela não é de todo ruim, pois encoraja a gerenciar suas propostas de mudanças e assegurar seus resultados. Mas faça!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *